uma vez mamífera

… sempre mamífera.

5 anos, menina de tudo

dia9guarameaipeecastanheiras-36

já é mais de meia noite e meia, e portanto você já nasceu para o seu novo ano. o quinto, de uma vidinha sorridente e arteira.

há 5 anos, você veio. assim, toda definitiva. espaçosa. espalhada. risonha. determinada. dura na queda. é o seu jeitinho.

você chegou assim, sem perguntar. sem querer saber se era a hora ou se a ideia era deixar para depois. veio feito furacão, feito terremoto, feito força da natureza que não espera licença para ir adiante. você veio derrubando as barreiras do caminho, chutando as pedras, de peito aberto e nariz empinado, como quem quer mais é que a vida se dobre, que é pra você poder passar.

há cinco anos, nós nos parimos juntas: eu e você, respirando num fôlego só, naquela madrugada friorenta de maio, bem no meio da sala onde em alguns segundos você conheceria a família que já tinha por ti um amor muito maroto e desavergonhado: teu pai, tuas irmãs, tua avó. eu? bem, a mim você já conhecia por dentro, e bem. conhecíamo-nos. o olhar trocado nos primeiros minutos não foi de conhecimento – eu já te sabia, também. foi cumplicidade. foi amor liquefeito.

e desde então, apenas estamos. todos os dias, você aperta entre os seus dedinhos gordos a minha mão pequena, buscando um abrigo. todos os dias, eu aperto você por entre os meus braços e te cheiro o pescoço, alimentando um amor que há cinco anos só faz transbordar.

caminhamos juntas, rimos juntas, choramos juntas. aprendemos tanto. fazemos o nosso possível, o nosso melhor. escrevemos uma história que nos pertence, um caminho único, tão bonito, tão especial. você vem crescendo tanto, meu amor. de bebê, já faz tempo que não tem nada: é menina de tudo. sabe do que quer, e não há quem te convença de fazer o contrário. sabe a que veio, e faz questão de mostrar. e de ganhar no grito, se for o caso. às vezes eu te dobro, às vezes você me dobra. às vezes, nos dobramos as duas, de risos e cócegas, jogadas no chão. são as horas mais bonitas. aquelas que eu tenho vontade de engarrafar, para que nunca terminem.

que a vida, minha pequena, possa ser sempre assim: a minha mão na tua. a alegria de uma alimentando a esperança da outra. a força de uma encorajando o passo da outra. a leveza de uma colorindo a dor da outra. e vice versa, e do avesso. como for, que é sempre bonito.

cresça, minha pequena, pode crescer. eu daqui te olho, te quero, te sigo. eu daqui fico torcendo. fico cuidando. fico te amando. é o meu jeitinho.

parabéns a você, meu amor. feliz cinco. feliz vida.

 

Anúncios

Um comentário em “5 anos, menina de tudo

  1. Flavia Bin
    25 de maio de 2014

    Feliz aniversário pra Kiki linda e sapeca como são as meninas mulheres da família pimenta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: