uma vez mamífera

… sempre mamífera.

Sobre os métodos do choro

orkut38

Sempre que ouço alguém contando sobre como usou com sucesso métodos para fazer o bebê dormir que incluem deixar chorando no berço, mesmo que com aquele esqueminha de ir e vir em 5 minutos, ou ficar do lado do berço confortando enquanto o pequeno se esgoela desesperadamente, sinto um aperto no coração, que quase me sufoca.

Talvez eu seja sensível demais. Pode ser. Mas pra mim, parece uma violência deixar um bebê, cuja única forma de comunicação é o choro, berrando pelo intervalo de tempo que seja, sem pegá-lo no colo, acalentar, acalmar, acarinhar.

Imagine só você, falando, falando e falando, explicando uma necessidade sua, básica e verdadeira, e a pessoa do seu lado, que você esperava que cuidasse de você e velasse pelo seu bem-estar e segurança, simplesmente fazendo cara de paisagem, ignorando solenemente cada um dos seus argumentos, ou mesmo demonstrando interesse pelo seu problema, mas sem dar nenhuma mostra de estar disposto a ajudar a resolvê-lo. Pois eu imagino que seja exatamente assim que um bebê se sente quando é submetido a um desses ‘métodos de treinamento’ que pipocam por aí…

Bebês não são mimados, não são manipuladores, não são ‘malandros’, não fazem as coisas de caso pensado, maquiavelicamente. Se um bebê chora na hora de dormir, é porque se sente sozinho, inseguro, desconfortável. Talvez não tenha se acostumado ainda à sensação do sono, afinal foram nove meses dentro da barriga onde dormir e estar acordado eram atos contínuos. Talvez sinta-se chateado por estar sonolento e cambaleante quando há ao seu redor tantos estímulos, e tanto a descobrir e aprender. Talvez simplesmente deseje companhia, e a escuridão silenciosa do quarto lhe assuste, afinal, para um bebê de poucos meses, a mãe é ainda uma extensão de si, e a vontade de estar sempre grudadinho nela é natural, é legítima. São tantas as variantes possíveis! De todas, uma coisa é certa: se seu bebê chora, é porque algo lhe incomoda e lhe angustia. É justo ignorar isso?

Acho que cada um sabe de seus limites, onde lhe apertam os calos. Mas eu não conseguiria colocar em prática nenhum desses métodos estilo ‘nana nenê’, ‘encantadora de bebês’ ou qualquer outro semelhante, porque pra mim, lugar de criança pequena é no colo, é ganhando aconchego, e choro é para ser acalentado, não ignorado.

Se é preciso disciplinar a rotina de sono do bebê, por exemplo, é possível fazê-lo de maneiras mais suaves. O livro “Soluções Para Noites sem Choro”, de Elizabeth Pantley, dá muitas dicas bem bacanas para fazer dessa transição algo menos violento para o bebê. Há, inclusive, sugestões para evitar que o bebê acorde durante a noite para mamar inúmeras vezes, sem tirá-lo da cama dos pais, se essa for a vontade da família. Eu li esse livro quando as filhotas mais velhas eram bebês, e embora não tenha aplicado os passos – porque vejo tudo isso de forma um pouquinho diferente, e pra mim elas aprenderiam a dormir sozinhas no tempo delas, sem que eu precisasse treiná-las pra isso – , pareceu-me tudo muito coerente, tudo bem amoroso, bem ‘mamífero’.

Você pode dizer que são apenas alguns dias de choro, e logo os pequenos se acostumam, então, que mal há nisso? Bem, para mim, há muito. Um bebê que é deixado sozinho no berço para ter sua rotina de sono disciplinada certamente deixará de chorar em em poucos dias – ou não tão poucos assim, dependendo do bebê. Mas isso não acontece simplesmente porque ele aprendeu a dormir sozinho, ou compreendeu que a mamãe e o papai estão ali do lado, e não há o que temer. Não, não acredito nisso. Pra mim, o que esses métodos do choro ensinam ao bebê, é algo como: ‘você está sozinho. não adianta chorar, ninguém virá te atender. quanto mais você chorar, mais energia vai gastar, e não vai chegar a lugar nenhum. é melhor você ficar quieto e se virar sozinho de uma vez!’.

Pra mim, aquele bebê que, depois de noites sendo deixado no berço chorando, não chora mais, vira para o lado e dorme, não é um bebê bem-educado (aliás, desde quando existem bebês mal-educados??). É um bebê resignado. Ele já compreendeu que não terá o aconchego que precisa e deseja, então simplesmente desistiu de tentar obtê-lo.

Eu não quero um bebê resignado. Prefiro um bebê que berra a plenos pulmões para expressar suas necessidades, enquanto não aprende a falar.

E como quase tudo na vida dos bebês, a fase do sono picado passa. Quando você menos esperar, eles estarão dormindo a noite toda, desde o começo da noite até o sol nascer lá fora. E quer saber do quê mais? Se você for uma mamífera maluca como eu, provavelmente dará uns pulinhos no quarto deles, no meio da madrugada, só pra ouvir aquela respiraçãozinha tão serena, dar um beijinho suave naquela bochechinha gorducha e pensar: ‘caramba, o que foi que eu fiz pra merecer tamanha felicidade?’.

(texto originalmente publicado no blog Mamíferas, em janeiro de 2010)

Anúncios

7 comentários em “Sobre os métodos do choro

  1. Tamine Manzin
    11 de dezembro de 2014

    Concordo plenamente com você! E se vc teve um filho, trate-o com carinho…

  2. Luciana Matsuda
    11 de dezembro de 2014

    Adorei!
    Concordo em gênero, número e grau!
    Criei meus dois filhos mais velhos (14 e 11 anos) exatamente assim, na base do colo e do carinho… Só dormi uma noite inteira 8 anos após o nascimento do primeiro filho…
    Hj tenho dois adolescentes amáveis e carinhosos!
    Estou no terceiro bb (3 meses)… e já durmo a noite inteira, sem precisar deixa lo chorar!
    A única coisa q eles precisam eh de colo e segurança!

    • renata penna
      20 de janeiro de 2015

      no fim, é – ou pode ser – mais simples do que parece, né?

      abs!

  3. Hélen Brian Caleb
    13 de dezembro de 2014

    verdadeeee apoio tudo isso

  4. Viviane Costa Pinto Do Ó
    19 de janeiro de 2015

    O pior é que as mães que acreditam nessas técnicas de deixar chorar geralmente sofrem muito! Não é natural uma mãe ouvir o choro desesperado do seu filho e ter que, forçadamente, ignorar!! Olha quanto sofrimento: bebê sozinho, mãe angustiada. E pra quê? Pra adiantar em algumas semanas ou meses uma noite de sono um pouco mais longa? Eu adoro dormir, minha atividade favorita. Mas não farei isso com meu bebêzinho nunca. ❤

    • renata penna
      20 de janeiro de 2015

      #tamojunto Viviane, adoro dormir também! rs
      mas a fase do sono picado é isso mesmo: fase. as coisas passam, transformam-se.
      🙂

  5. Jane Roque
    24 de março de 2015

    Olá, descobri seu site ontem, através do texto “9 coisas para não dizer a mãe que amamenta”. Obrigada por compartilhar coisas assim. Me senti menos só no mundo. Também sou adepta ao lema da criança tem seu tempo. Pena que não pensei em algumas das respostas “voadoras” nas diversas situações que passei. Meu filho parou naturalmente de mamar no mês passado, com 5 anos e 5 meses. Naturalmente foi diminuindo até não pedir mais. Lindo, perfeito!
    Com relação a chorar pra dormir concordo contigo. Acho absurdo total! O meu dorme na cama comigo, ou fico perto dele até adormecer na cama dele. Já teve períodos de acordar de 1 em 1 hora e hoje dorme, sozinho, a noite toda. Sem crises pra ninguém.
    Não sei se você tem algum texto sobre (ainda não explorei toda a página), mas agora o que eu mais escuto é sobre meu filho comer mal. Ele é suuuuper seletivo com alimentação.. Uma dificuldade pra aceitar experimentar. Já sofri com isso, me preocupei, tentei todos os “métodos” e desisti. Continuo insistindo, conversando, porque acho que uma boa conversa é a base de tudo. Ele é um ser humano que raciocina e não tem que ser “adestrado”. A taxa de crescimento/peso estão ok, os exames de sangue beleza então não vou me desesperar. Mas aí vem todo mundo achando que devo usar o deixar ficar com fome que vai comer até pedra. Abomino, e tenho vontade de soltar respostas voadoras… Qual a tua opinião? Amei tua página! Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 9 de dezembro de 2014 por e marcado , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: