uma vez mamífera

… sempre mamífera.

I see machismo… everywhere

bodytpm
Postei ontem essa imagem na minha página pessoal, com uma crítica ao machismo até nas roupas para bebê (a foto é de um body para recém-nascidas e bebês pequenas) e antes que eu pudesse dizer “o patriarcado mata”, apareceram as críticas: “você vê machismo em tudo!”
///
Então, vá lá: eu vejo machismo em tudo. Mas sejam compreensivos. É só porque, er… o machismo, hum… está em tudo.
///
Está nas brincadeiras estúpidas que você é obrigada a ouvir quando descobre, ainda na gestação, que está esperando uma menina.
///
Está nas hashtags #maedemenina e no #meumundocorderosa e no #esperandominhaprincesa.
///
Está nos adornos e acessórios incômodos (e muitas vezes invasivos e dolorosos) que a gente coloca nas meninas ainda bebês, que as marcam de acordo com o seu gênero, e nos inúmeros procedimentos e rituais “de beleza” que as acostumamos a aceitar e adotar, e que ensinam a elas que corresponder ao padrão é mais importante do que ser quem você é.
///
Está nos rótulos que a gente pendura nas meninas desde os primeiros dias de vida: é mais delicada, é mais sentimental, é mais chorona, é mais sensível, é mais carinhosa, é mais tranquila, é mais vaidosa.
///
Está nos contos de fadas repletos de princesas passivas e frágeis à espera de um príncipe másculo, forte e salvador.
///
Está nos comportamentos que a sociedade condena nas meninas enquanto aceita nos meninos como naturais, porque afinal ‘boys will be boys’.
///
Está nos brinquedos cor-de-rosa imitando utensílios domésticos, em oposição às ferramentas, carros, jogos e fantasias de super-heróis multicoloridos.
///
Está na fala do empresário que acha que licença-paternidade de 20 dias é frescura, porque pai é pra “produzir” e não pra ficar em casa cuidando de filho e dando apoio à mãe no puerpério.
///
Está nas limitações que a gente coloca no caminho delas, ou aceita que coloquem no caminho delas, com uma lista enorme de comportamentos, atividades ou gostos que não são “coisa de menina”.
///
Está na maior vulnerabilidade delas diante da realidade do assédio, do abuso, da violência.
///
Está na impossibilidade delas, conforme cresçam, saírem à noite, ou por um lugar deserto, sem sentir que a sua integridade está ou pode vir a ser ameaçada num piscar de olhos.
///
Está no infinito de vezes que elas ouvirão, ao longo da vida, implícita ou explícitamente, que não podem, que não conseguem, que não são o suficiente, que são fracas, que são incapazes, que são menos, que estão aquém.
///
Está nas inúmeras ocasiões em que elas terão que lutar bravamente por direitos básicos que, para os meninos (e para os homens), vêm naturalmente.
///
É, eu vejo machismo em tudo.
E espero que minhas filhas possam ver também, porque é o que nos faz sobreviver, seguir adiante, não temer a luta, e manter viva a esperança de que um dia, o machismo não esteja mesmo em lugar nenhum.
Anúncios

2 comentários em “I see machismo… everywhere

  1. Isis Geanyne
    6 de abril de 2016

    Obrigada por me representar com suas palavras! Aliás, obrigada por representar meu filho – que é um menino e que também pode diagnosticar o machismo ( machismo que pesa para meninas e meninos) “em tudo”. E pode, assim, ter escolhas que tornem a vida dele e das mulheres que o cercam mais leves, num “lugar” psíquico e social em que a humanidade (ou humanismo) se sobressaia a machismos e feminismos (atualmente ainda cumprindo seu importante papel de transformação). 💜

  2. Anita Regina
    7 de abril de 2016

    Texto muito pontual e (infelizmente) atual. Vejo o quanto o machismo fere a todos, homens e mulheres. Meu filho é um menino que por minha influência, tem aprendido a detectar essas situações, e ele sendo menino – pensando diferente da maioria – também sofre machismo. Temos que disseminar sim que o feminismo não pretende separar homens de mulheres – o que aliás é tão bem feito pelo machismo – mas sim, e antes de tudo, unir todos com os mesmos direitos. Inclusive o direito de ser quem se é.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: