uma vez mamífera

… sempre mamífera.

Das dores desnecessárias

Hoje à tarde, fui gravar um depoimento para um documentário sobre aleitamento materno. Falei sobre a minha experiência para amamentar as filhas mais velhas, gêmeas, quase onze anos atrás. Falei … Continuar lendo

4 de abril de 2016 · Deixe um comentário

Você pode trocar a sua intromissão por respeito, por exemplo!

Por que, meldels, por que? Por que é que as pessoas – completos estranhos que te cruzam no meio da rua, ou no elevador, ou na sala de espera, ou … Continuar lendo

15 de fevereiro de 2016 · 1 comentário

I see machismo… everywhere

em todo lugar.
o tempo todo.

4 de fevereiro de 2016 · 2 Comentários

Sobre apego, vínculo, empatia e umas coisinhas mais

relação a dois – seja qual for – é olhar cuidadoso, é atenção mútua, é respeito recíproco. por que nossos filhos mereceriam menos do que isso?

21 de janeiro de 2016 · Deixe um comentário

Da infância não-roubada

Fomos ao cinema, eu e minhas filhas. Elas – as mais velhas, gêmeas, de dez anos, e a mais nova, de seis – resolveram, antes de sair de casa, que … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · Deixe um comentário

Ser, estar, amar, viver

Ser mãe é, por vezes, aceitar humildemente que não sabemos tudo, que não podemos tudo, que não damos conta de tudo. Que há coisas, muitas, que nos escapam – à compreensão, à sabedoria, à capacidade de consertar o que há de errado, de feio, de triste ou de dolorido, pelas esquinas da vida.

2 de janeiro de 2016 · Deixe um comentário

Do amor e das sombras

– Longe de você, el@ é um anjo!

– Bastou a mãe chegar, el@ se transforma…

– É só com você por perto que el@ se comporta assim, viu?

15 de dezembro de 2015 · 4 Comentários